Vai viajar para o Chile? Conheça nossas dicas do que fazer por lá

Redação Nãovoei.com
Redação Nãovoei.com - 7 de outubro de 2019

Depois da Argentina, o Chile é um dos destinos mais procurados pelos brasileiros na América do Sul. Seja em busca de neve ou dias de sol, se você vai viajar para o Chile encontrará uma diversidade de lugares e paisagens. Além disso, o país tem uma variedade de atrações que agradam a todos os gostos e se encaixam em diferentes orçamentos.

Para você que vai viajar para o Chile, separamos algumas informações que vão te ajudar a se preparar para a viagem e uma lista de lugares que você não pode deixar de incluir em seu roteiro.

Vai viajar para o Chile? Conheça um pouco mais sobre o país

O Chile fica localizado na costa oeste da América do Sul. Com 4.300 km de extensão, o país faz fronteira com a Argentina, Bolívia e Peru, e é banhado pelo Oceano Pacífico. Sua capital, Santiago, é a cidade mais visitada do país.

Os principais destinos turísticos do Chile são Santiago, San Pedro de Atacama, Pucón, Valparaíso, Viña del Mar e Puerto Varas.

O país tem muitas características dos países latino-americanos e, por ter sido colonizado pela Espanha, a cultura espanhola dominou o Chile. A população é, em sua maioria, mestiça, uma mistura de espanhóis e nativos.

Devido à sua grande extensão, o Chile possui vários climas. Por isso, vamos explicar sobre o clima em algumas regiões do país para te ajudar a evitar imprevistos durante a viagem.

Melhor época para viajar para o Chile

Será que vamos ver neve nas montanhas? Corro risco de pegar chuva durante a viagem? Fevereiro é baixa ou alta temporada no Chile?

Antes de viajar para o Chile é importante buscar informações sobre o tempo local. Dessa forma, você vai poder fazer a mala sem deixar aquilo que é necessário para trás.

Imagine a situação: você planeja a viagem, coloca roupas de verão na mala e, quando desembarca, encontra um tempo frio ou chuvoso e vê que seus planos irão por água abaixo. Isso estraga a viagem de qualquer pessoa!

Veja qual é a melhor época para visitar alguns dos principais destinos turísticos do país.

Santiago

Independente do clima ou da temperatura, Santiago pode ser visitada o ano todo. De junho a agosto, as temperaturas variam entre 0°C e 13°C, e raramente neva. No verão, ficam entre 16°C e 35°C.

A melhor época para viajar para o Chile e explorar a cidade, sem se preocupar com a chuva, que cai no inverno, é na primavera e no verão.

Março e abril são meses perfeitos para quem deseja fazer parte da colheita das uvas nas regiões próximas a Santiago.

Estações de esqui Vale Nevado e Portillo

A melhor época para viajar para o Chile para aproveitar a temporada de esqui é no inverno, que começa em junho e termina em setembro, mas pode acontecer de a neve aparecer com antecedência e as estações de esqui começarem a temporada antes.

Valparaíso e Viña del Mar

Para quem vai viajar para o Chile e quer conhecer algumas praias, a melhor época para visitar Viña del Mar e Valparaíso é no verão, época em que as duas cidades ficam mais movimentadas.

Na primavera e no outono, as temperaturas são mais amenas e os preços são mais baixos.

Deserto do Atacama

No deserto mais seco do mundo você vai encontrar calor e frio intensos, no verão e no inverno. Em qualquer época do ano que você viajar para o Chile dá para visitar o deserto, mas é bom ficar atento à temperatura.

Ilha de Páscoa

Mantém temperatura agradável o ano todo.

Patagônia Chilena

Quem viajar para o Chile com a intenção de conhecer a neve, vai encontrar frio e neve o ano todo na Patagônia Chilena.

No inverno faz muito frio e no verão os ventos são muito fortes, fazendo com que o outono e a primavera sejam as melhores épocas para visitar.

Alguns lugares para conhecer ao viajar para o Chile

Entre os vários pontos turísticos, passeios, restaurantes e atrativos que o país tem a oferecer, separamos alguns para incluir em seu roteiro ao viajar para o Chile. Vamos lá!

Cajón del Maipo

Localizado na região metropolitana de Santiago, a região é formada por rios, vales e montanhas. Seus pontos mais conhecidos são o Embalse El Yeso, Monumento Natural El Morado; as termas del Plomo; as piscinas naturais de águas termais Baños Morales e Baños Colina; e o Parque Río Olivares.

Vale Nevado

Localizado no alto da Cordilheira dos Andes, o Vale Nevado é considerado o melhor resort de esqui e snowboard do Chile.

Possui 39 pistas para pessoas de todas as idades, desde as feitas para principiantes e crianças, até as mais radicais. Quem não tem o equipamento para a prática do esqui pode alugar roupas, equipamentos e ter aulas particulares ou coletivas.

Valparaíso e Viña del Mar

As duas cidades são vizinhas e podem ser conhecidas em um dia em uma viagem bate-volta.

O centro histórico de Valparaíso foi considerado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO e pode ser visitado em meio dia. O que visitar na cidade: La Sebastiana (Casa de Pablo Neruda),  Museu a Céu Aberto, Cerro Concepción, Cerro Alegre, Museu Naval e Marítimo e usar os ascensores (elevadores) para conhecer a cidade baixa e a cidade alta.

Já Viña del Mar se destaca por suas praias, jardins e museus. As principais atrações da cidade são: assistir ao pôr do sol na Avenida Perú, Muelle Vergara, Playa de Los Marineros e Reloj de Flores.

Deserto do Atacama

Para conhecer o Deserto do Atacama é preciso contratar o passeio com empresas de turismo. Alguns dos destaques do local são o Vale de la Luna, os Gêiseres de Tatio e a Mão do Deserto:

Vale de la Luna

Tem esse nome porque a textura de sua superfície é comparada com a da Lua. A variedade de cores e texturas possibilita que os turistas tirem fotos incríveis em meio à paisagem.

Gêiseres de Tatio

É um dos gêiseres mais altos do mundo. No campo há mais de 80 gêiseres ativos, com alguns deles atingindo mais de seis metros de altura. O melhor momento do dia para visitar os gêiseres é no nascer do sol, quando o ar frio condensa a água dos lagos e cria uma paisagem de tirar o fôlego.

Mão do Deserto

Escultura de uma mão de 13 metros de altura feita com concreto e ferro. É um ponto de parada para vários turistas.

Puerto Varas

Puerto Varas fica no início da Patagônia chilena e recebe muitos turistas atraídos por suas paisagens, arquitetura alemã e tranquilidade de suas ruas.

A cidade recebeu o título de Cidade das Rosas porque, na primavera, as rosas formam um mato de várias cores em seus jardins. Ao fundo, os vulcões Cabulso e Osorno dão um toque ainda mais charmoso à cidade.

Patagônia chilena

É a parte sul da Patagônia, localizada no Chile. Possui geleiras, fiordes, ilhas, golfos, parques e cidades exóticas. Suas principais atrações são o Parque Nacional Torres Del Paine, Cabo de Hornos, Canal Beagle e Cueva del Milodón.

Capelas e Catedral de Mármore

As capelas são cavernas esculpidas pelas águas do Lago General Carrera nas rochas em suas margens. Com o tempo, a erosão fez com que várias camadas de mármore ficassem à mostra, tornando-se uma das principais atrações da Patagônia Chilena.

O passeio de barco pelas cavernas e túneis é feito por empresas de turismo.

Ilha de Páscoa

Uma das ilhas mais isoladas do mundo, a Ilha de Páscoa possui centenas de Moais espalhadas por ela. Moais, Naoki ou Cabeça da Ilha de Páscoa é o nome dado às estátuas de pedra construídas entre 1250 e 1500 que se encontram na ilha.

Vale a pena visitar a ilha e registrar suas mais de 800 estátuas.

Vinhedos

Se você está planejando viajar para o Chile, saiba que Santiago é um dos melhores destinos para os amantes de vinhos. Além disso, não é necessário percorrer longas distâncias para chegar a algumas das principais regiões produtoras de vinho do Chile, como:

Vale do Maipo – Onde ficam vinícolas como Viña El Principal, Concha Y Toro (não é necessário fazer reserva) e Viña Santa Rita.

Vale de Colchagua – Região onde são produzidos vinhos famosos como Cabernet Sauvignon, Carmenere, Syrah e Merlot. As vinícolas mais visitadas da região são Casa Lapostelle, Viña Montes e Viña Santa Cruz.

As visitas podem ser em grupos, com empresas que organizam passeios, ou por conta própria. Nesse último caso, as excursões e degustações de vinho devem ser agendadas com antecedência.

Zoológico Nacional Chileno

Que tal conhecer algumas espécies de animais locais ao viajar para o Chile? No Zoológico Nacional Chileno você pode conhecer mais de 158 espécies de animais, incluindo animais nativos chilenos, espécies raras e animais ameaçados de extinção.

O zoológico garante a diversão da família inteira com suas espécies de onças, lêmures, condores, pinguins de Humboldt, leões, emas, elefantes, cangurus e o raro sapo de Darwin. As atrações não param por aí. Há ainda várias espécies de plantas em exibição e uma oportunidade de aprender sobre os projetos de pesquisa que são desenvolvidos no zoológico.

Onde comer no Chile

Quem já viajou para Chile afirma que os restaurantes têm um preço moderado. Segundo o site Preciosmundi, o valor médio de almoço para dois em restaurantes é de $26.900; comida em um restaurante barato, $5.600; uma garrafa de água, 330 ml, é de $690; capuccino, $1.700; Burger King, McDonalds e similares, $4.200.

A seguir selecionamos algumas opções de restaurantes que cabem em todos os bolsos de quem vai viajar para o Chile:

La Piccola Italia

A rede de restaurante italiano serve várias massas e tem um dos preços mais acessíveis de Santiago. Por exemplo, em 2018, um Fettuccini custava $ 2.300 pesos chilenos; bebidas, em torno de $ 1.000; e um Ravioli, $ 3.000 pesos.

Funciona de domingo a quinta (12h30 às 00h), às sextas (12h às 00h) e aos sábados (12h30 às 00h30).

Latin Grill (Santiago)

Se você vai viajar para o Chile e quer comer em um restaurante mais sofisticado, o Latin Grill é uma das opções. O estabelecimento serve apenas jantar, de segunda a sábado, das 18h30 às 23h, e o cardápio é composto por pratos da culinária chinela, latina, sul-americana, internacional e frutos do mar.

O restaurante também tem pratos vegetarianos, veganos e sem glúten.

El Desayunador (Valparaíso)

Serve café, lanche e comida chilena. Funciona todos os dias das 9h30 às 20h30. Faixa de preço: R$ 8 a R$ 70.

Plaza Moro Restobar (Valparaíso)

Boa opção para quem deseja conhecer a culinária local. Funciona de terça a domingo das 10h às 18h. Faixa de preço: R$ 41 – R$ 103.

Cevasco (Viña del Mar)

Serve comida chilena e fast food. Café da manhã, almoço, jantar, drinques e brunch. Horário de funcionamento: segunda a sábado (8h às 23h) e aos domingos (12h às 19h).

Os preços variam entre R$ 12 e R$ 29.

Costumbrista (Puerto Varas)

Quem vai visitar o Chile pode experimentar pratos da cozinha local no Costumbrista. O estabelecimento serve almoço, jantar e drinques. Funciona de segunda a sábado das 13h às 15h30 e das 19h às 21h30.

Faixa de preço: R$ 12 – R$ 33.

Brasileiro precisa de passaporte para viajar para o Chile?

Os brasileiros não precisam de passaporte para viajar para o Chile, Argentina, Paraguai, Uruguai, Bolívia, Peru, Colômbia, Equador e Venezuela. Eles podem apresentar o que preferirem: documento de identidade ou passaporte. A Carteira Nacional de Habilitação ou carteiras funcionais emitidas por entidades de classe não são aceitas como documento de identificação.

Gostou das nossas dicas de locais para visitar ao viajar para o Chile? Assine nossa newsletter e receba uma mensagem sempre que atualizarmos nosso blog com mais dicas que te ajudarão a planejar suas próximas viagens!