5 informações importantes para viajar pelo Aeroporto de Guarulhos

Redação Nãovoei.com
Redação Nãovoei.com - 22 de março de 2019

O aeroporto de Guarulhos é o maior do país e o mais movimentado de toda a América do Sul. Com média de 40 milhões de passageiros por ano, é certo dizer que, se você sonha ou é apaixonado por viagem, uma hora ou outra, estaria embarcando nele!

E quando esse dia chega, muitas dúvidas e ansiedade aparecem. Afinal, ainda que tenha estado em outros aeroportos menores, o de Guarulhos é imenso e se moderniza constantemente. Portanto, fizemos este post como um guia, a fim de que você não se perca e cumpra todas as etapas e critérios para embarcar rumo ao seu próximo destino!

Check-in no aeroporto de Guarulhos

Toda viagem começa muito antes do aeroporto. Ao comprar passagens, reservar estadias e organizar o roteiro de passeios, a primeira e mais importante etapa do planejamento já está resolvida. No entanto, para que os preparativos se tornem realidade há todo o procedimento de aeroporto.

Aeroporto de guarulhosO primeiro deles é o check-in no Aeroporto de Guarulhos, em que serão realizadas a identificação do passageiro, a conferência de documentação, além do encaminhamento das malas para o avião, o que, por fim, autoriza o embarque. Por isso que, quando se trata de viagens aéreas, existe a necessidade de chegar com várias horas de antecedência no aeroporto.

Há, e não vá esquecer de sempre conferir as informações do cartão de embarque entregue ao final do check-in! Muitos check-ins são feitos pelo próprio passageiro (por aplicativo ou totem de autoatendimento disponível no aeroporto). O importante é que, independente de como será feito, o checki-n disponibiliza informações de voo que serão solicitadas no momento da entrega das bagagens, além de você precisar conferir constantemente as informações sobre o horário e portão de embarque de voo nos painéis.

Documentos

Após terminar a primeira etapa é possível aguardar o voo na sala de embarque. Contudo, para ter acesso à sala de embarque e, efetivamente, entrar na aeronave, será necessário portar documento de comprovação pessoal. Em voos nacionais e entre alguns países vizinhos (Argentina, Uruguai, Chile, Peru, Equador, Colômbia, Bolívia e Paraguai) é necessário, somente, apresentar o RG.

Em voos internacionais, além do visto no passaporte, é importante se atentar à necessidade ou não de outras comprovações, como atestados de vacinas específicas, por exemplo.

Crianças

Nos voos dentro do país, crianças com menos de 12 anos embarcam acompanhadas de responsável legal a partir da apresentação da Certidão de Nascimento e de documento que comprove o parentesco com o adulto.

Nos voos internacionais é preciso apresentar o passaporte do menor. E se a criança estiver com apenas um dos pais ou for viajar sozinha, é necessário que também tenha uma autorização judicial, para que seja permitida a entrada na aeronave.

Acima dos 12 anos, o adolescente cumpre as mesmas exigências de um adulto.

Bagagens

Que não se pode levar a vida inteira no avião, já é sabido. Há sempre uma taxa a ser paga para os que excedem o peso máximo, mas até mesmo para facilitar o manuseio dos próprios pertences quando chegar ao seu destino, é sempre bom respeitar os limites estipulados.

Entre os pontos de atenção estão questões de facilidade de identificação, segurança, peso e volume. São orientações como lacrar as malas com cadeado e identificá-las com seu nome e endereço.

Bagagens de mão tem limite de 5 kg e 115 cm totais (soma de altura, comprimento e largura) e não podem ter objetos perfurantes ou cortantes em seu interior. É recomendado que os pertences de maior valor sejam colocados nessa categoria de mala. Caso seja excedido tais limites, será necessário remanejar a mala ou pertence para o porão junto com as maiores.

Para cada criança com menos de dois anos é cobrada uma taxa de 10% da tarifa para que possa entrar com os objetos utilizados durante a viagem (mamadeira, fraldas e chupeta, por exemplo).

A ida para países como os Estados Unidos e Inglaterra têm mais restrições, além das convencionais — são medidas preventivas que a legislação brasileira aderiu devido às ameaças de terrorismo — o que abrange produtos de higiene pessoal e cosméticos (líquidos ou creme), bebidas e sprays.

As malas maiores estão submetidas a regras que mudam conforme o tamanho da aeronave. Os limites variam de 10 kg (até 20 lugares), 18 kg (21 a 30 lugares), 23 kg (a partir de 31 lugares) e 30 kg (a partir de 31 lugares para viajantes da primeira classe).

Desembarque

Após o avião decolar e ser liberada a saída dos passageiros, fique atento às placas para não seguir direto para a saída ao invés de buscar suas bagagens! Seja no aeroporto de Guarulhos ou em qualquer outro, sempre há uma área com esteira em que as malas passam para serem devolvidas aos seus donos.

Agora que já tem todas as informações necessárias para não se confundir durante as suas próximas férias, compartilhe este post nas suas redes sociais para que seus amigos também saibam o que fazer quando forem viajar!