10 pontos turísticos para visitar em Toledo Espanha e dicas para a sua viagem

Redação Nãovoei.com
Redação Nãovoei.com - Publicado em 9 de junho de 2020

Toledo Espanha é um prato cheio para quem gosta de cidades medievais repletas de muita história. Afinal, muitas culturas e dinastias passaram pela cidade, assim como a realeza, artistas e guerras.

Conhecida como a Cidade das Três Culturas (por sua herança muçulmana, cristã e judaica), Toledo é uma cidade espanhola próxima a Madrid, na Comunidade Autônoma de Castela-La Mancha. Devido a essa proximidade, ela é uma das cidades mais visitadas para um bate e volta pelos turistas que estão visitando Madrid. Afinal, dá para conhecer os principais pontos turísticos de Toledo em um dia.

Confira nossas dicas dos principais pontos turísticos para visitar em Toledo Espanha e algumas informações que poderão te ajudar a planejar melhor a viagem.

10 dicas de passeio em Toledo Espanha

Imagem lateral de Toledo Espanha

1. Monastério de San Juan de los Reyes (Mosteiro de São João dos Reis)

O monastério do século XV fica próximo à Ponte de San Martin, no lado oeste do Casco Histórico.

Sua construção foi encomendada pelos monarcas católicos, Isabella I e Fernando II, para comemorar a vitória da batalha de Toro contra o exército português de Afonso V, celebrar o nascimento do filho príncipe John e servir como mausoléu da dinastia.

A fachada de granito do monastério exibe algemas e correntes representando os prisioneiros cristãos libertados pelos monarcas católicos quando a Reconquista cristã em Granada foi concluída, na década de 1490.

2. Puerta del Sol (Porta do Sol)

A Puerta del Sol é um dos seis lindos portões da cidade medieval. Foi construída no final do século XIV pelos Cavaleiros Hospitaleiros e apresenta arquitetura mudéjar.

O portão era a entrada norte da cidade medieval de Toledo Espanha e é um dos remanescentes bem conservados da época em que a cidade era a capital da Espanha.

Embora registros sugiram que um portão possa ter estado no local desde o século X, acredita-se que o portão tenha a aparência atual em razão de uma reconstrução posterior, no século XIV.

3. Catedral Primada

Assim como muitas construções cristãs em Toledo e em toda a Espanha, a Catedral de Toledo é construída em uma mesquita (que foi construída em uma igreja do século VI).

Sua construção começou no ano de 1226 e só foi concluída 250 anos depois, mostrando uma mistura de arte mudéjar e elementos góticos.

A catedral ocupa uma grande área com muitos cômodos, como o Ochavo, sala do século XVI dedicada às testemunhas de Cristo e aos mártires, com muitas obras de arte exuberantes.

4. Puente de San Martín (Ponte de San Martín)

Logo na entrada de Toledo, a ponte San Martín se ergue sobre as águas do rio Tejo.

A ponte foi construída nos anos 1200, mas após danos ao longo dos anos, foi reconstruída nas décadas de 1300 e 1400. As mudanças mais significativas aconteceram no século XVII, durante o reinado de Carlos II, e a ponte permanece a mesma desde então.

5. Museo del Greco (Museu del Greco)

O museu é dedicado ao artista El Greco (século XVI), um dos moradores mais importantes de Toledo. Ele representou várias paisagens urbanas da cidade cujas pinturas estão expostas nesse museu.

O objetivo do museu é apresentar El Greco ao público como pintor, através de suas obras, e como indivíduo, mostrando a influência que ele teve na formação da história da cidade no século XVII. Após reforma recente, o complexo do museu apresenta um visual renovado.

6. Mirador del Valle (Mirante del Valle)

A visita a Toledo Espanha só ficará completa quando você visitar o mirante que dá aos turistas uma bela visão da catedral Alcázar, das paredes e um mix de arquitetura mudéjar e renascimento.

O ponto de observação do mirante fica no alto de uma colina, do outro lado do rio Tejo. Como chegar lá? Subindo a estrada às margens do rio, por fora da muralha de Toledo.

7. Igreja de San Ildefonso

Vá até as torres da Igreja de San Ildefonso para você ter a melhor vista de Toledo Espanha. A igreja tem a mesma beleza de quase todas as igrejas europeias, mas não tem em seu interior uma decoração que se destaca.

A construção da igreja barroca teve início em 1629 e terminou somente um século depois. Foram usados mais de 100.000 tijolos em sua construção.

Em seu interior, os visitantes poderão ver suas paredes brancas e um layout que leva luz em direção ao altar-mor para a Eucaristia e deixa as capelas laterais escurecidas.

A cúpula é um dos pontos mais altos da cidade e se destaca ao lado da catedral.

8. Puerta de Bisagra (Porta de Bisagra)

A Puerta de Bisagra é uma construção que dá acesso à cidade e foi construída pelos árabes quando eles habitaram a cidade durante os últimos séculos antes do primeiro milênio. Foi reconstruída no século XVI.

Seu exterior é composto por um arco de triunfo, acompanhado por duas torres semicirculares e coroado pelo brasão imperial da cidade.

9. Sinagoga del Tránsito (Sinagoga do Trânsito)

Com permissão especial de Pedro I, a sinagoga foi construída em 1355 e agora abriga o Museu Sefardí, com seu acervo da cultura sefardita.

Seu salão principal de oração foi restaurado e possui um teto de pinho esculpido e uma decoração Mudéjar. No museu, há exposições que mostram uma visão da história da cultura judaica na Espanha, além de jardim memorial, achados arqueológicos, figurinos e artefatos cerimoniais.

10. Plaza de Zocodover (Praça de Zocodover)

A Plaza de Zocodover é um local muito agradável para encontrar os moradores da cidade, outros turistas, cafés e muito agito. Passear pela praça é uma boa opção para quem quer fazer um passeio que não precise pagar entrada. Atualmente, durante as festas da cidade, os eventos públicos contam com danças, shows e concursos de fantasias.

Na época dos mouros, a praça era um grande mercado de cavalos onde havia negociação de éguas, mulas, pôneis e garanhões. Até meados do século XX, o local foi um mercado geral que acontecia todas as terças-feiras, depois o mercado se mudou para o Paseo Merchán.

Inclua em seu roteiro uma parada na loja de marzipã, uma das iguarias mais famosas da cidade, e aproveite também para comprar algumas lembrancinhas.

Melhor época do ano para visitar Toledo Espanha

Os turistas encontrarão um clima mais agradável em Toledo Espanha de abril a junho ou de setembro a novembro.

Os meses mais quentes são junho, julho e agosto. Nesse último, as temperaturas ficam em torno de 36.6ºC durante o dia, e mais ou menos 20.4ºC à noite.

Para quem deseja visitar Toledo Espanha e aproveitar para ver a neve, deve programar a viagem para o mês de janeiro (primeira quinzena). A prática de esqui pode ser feita por volta do dia 8 de janeiro, quando há mais acúmulo de neve.

Como chegar a Toledo Espanha partindo de Madrid

Madrid fica a cerca de 72 km de Toledo. Esse percurso pode

Como ir de trem: o trem de alta velocidade leva 33 minutos para chegar a Toledo. O valor do ticket custa cerca de 10€ (R$ 61, em 2019). O trem comum leva 51 minutos.

Como ir de ônibus: há um serviço de ônibus que sai dos hotéis em Madrid e leva direto para Toledo. A viagem tem duração de 50 minutos. É a maneira mais barata de chegar à cidade a partir de Madrid.

Como ir de carro: seguir a R-5 e AP-41. O percurso dura cerca de uma hora e você terá que passar por alguns pedágios. Ou seja, a viagem de carro pode ficar mais cara do que de metrô e de ônibus.

Como se locomover pela cidade

Toledo Espanha tem um bom sistema de transporte público, o que torna bem fácil se locomover pela cidade e para as cidades próximas.

Os ônibus são novos e movidos a gás natural. É o meio de transporte preferido dos moradores da cidade.

A passagem custa 1.40€ (cerca de R$ 9) e pode ser comprada diretamente com o motorista. Você pode pegar o ônibus em frente (à direita) à estação de trem, em Paseo de la Rosa.

Documentos necessários para viajar para Toledo Espanha

Brasileiros não precisam de visto para viajar para Toledo. É necessário somente apresentar o passaporte válido por, no mínimo, seis meses, e o seguro viagem.

4 curiosidades sobre Toledo Espanha

1. Os romanos conquistaram Toledo Espanha a partir do ano 193 a.C.

2. O Rio Tejo, que banha a cidade de Lisboa, em Portugal, é o mesmo que Rio Tejo que passa por Toledo.

3. O centro histórico da cidade é considerado Patrimônio Mundial da UNESCO.

4. A cidade velha é um mix das culturas judaica, islâmica e cristã. Essas influências podem ser vistas em muitos prédios que combinam todas essas culturas.

Assine nossa newsletter e receba nossos conteúdos sempre atualizados diretamente em seu e-mail!