Quais são os países que não precisam de visto para morar? Descubra agora!

Redação Nãovoei.com
Redação Nãovoei.com - Publicado em 23 de março de 2021

Muitos brasileiros já pensaram em viver fora do país em algum momento da vida, seja para procurar trabalhos com melhores salários, estudar ou buscar melhoria da qualidade de vida. Porém, a maioria perde as esperanças quando se depara com a lista de documentos necessários para ingressar em outro país, entre eles, o visto. Mas a dica é: não desanime! Há vários países que não precisam de visto para morar.

A seguir, mostramos alguns países que não precisam de visto para morar e aqueles que fazem essa exigência, mas cujo processo é mais simples!

O que é o visto e como funciona

O visto é um documento oficial que permite ao seu portador entrar legalmente em um país estrangeiro. Geralmente, ele é carimbado ou colado no passaporte do portador. Há vários tipos de vistos, cada um dando ao portador direitos diferentes no país de destino. Os mais comuns são de turismo, estudante, trabalho e de trânsito.

Dependendo do destino da sua viagem, um visto pode ser válido para uma ou várias visitas ao mesmo país. Por exemplo, o documento permite que você entre várias vezes nos Estados Unidos enquanto ele estiver válido, respeitando o limite de 6 meses. A cada 12 meses, você tem direito a ficar até 6 meses nos EUA como turista. Você pode optar por ficar 6 meses corridos, ou entrar no país várias vezes até completar os 6 meses.

Certos vistos exigem que você faça a solicitação do mesmo antes de entrar no país, como os Estados Unidos, e outros são concedidos no momento da entrada. Enquanto isso, existem alguns países que não precisam de visto para morar. Outros exigem uma entrevista ou exame médico antes de solicitar o documento.

Cada país tem suas próprias exigências em relação à documentação para estrangeiros entrarem em seu território. Por isso, verifique o que é necessário apresentar na embaixada do país que você pretende viver. A seguir, vamos citar alguns países que não precisam de visto para morar.

América do Sul: países que não precisam de visto para morar

pessoa no aeroporto com a mala e passaporte nas mãos indo para um dos países que não precisam de visto para morar

Se a sua intenção é se mudar para países que não precisam de visto para morar na América do Sul, alguns deles têm acordos que facilitam a entrada de brasileiros. Inclusive, você não precisa de passaporte para entrada nesses países. Argentina, Paraguai, Uruguai e Chile são alguns desses países que não precisam de visto para morar.

Argentina

Os cidadãos de países membros do Mercosul podem viver na Argentina por 2 anos com visto de permanência temporária, podendo ser renovada. Para isso, após os 3 meses de validade do documento, o brasileiro deve solicitar o visto de Residência Permanente na Argentina.

Com o DNI (documento de identidade argentino), você pode providenciar outros documentos, como o CUIL (CPF/Carteira de Trabalho), que garantirá a sua legalização como trabalhador. Enquanto o documento não fica pronto (prazo de até 3 meses), os solicitantes usam o Certificado de Residência Precária (documento que identifica que você já deu início ao processo de residência. Com ele você já pode solicitar outros documentos argentinos).

O processo de solicitação de residência pode ser iniciado ainda no Brasil, ou quando você já estiver na Argentina, junto à ANSES.

Em dezembro de 2020, o salário mínimo na Argentina, um dos países que não precisam de visto para morar, era de 20.587 pesos argentinos (R$ 1.045). Vale lembrar que, para estrangeiros, o custo de vida na Argentina é muito baixo.

Paraguai

Quando você se pergunta quais  são os países que não precisam de visto para morar, saiba que Portugal é um deles. Assim como na Argentina, o brasileiro recebe 2 anos de permanência.

É vantajoso viver no país,  são:  economia começou a reabrir em julho, o país tem um custo de vida menor, e os valores dos produtos, encargos trabalhistas e impostos são menores.

Para residir na Bolívia, Chile, Colômbia, Equador e Peru é necessário solicitar o Visto de Residência Temporária do Mercosul (VITEM XIII).

Uruguai

Por ser um dos países que não precisam de visto para morar, o Uruguai também oferece 2 anos de residência para brasileiros que, em sua maioria, muda para o país como empreendedores pelo fato de o país oferecer vantagens burocráticas para estrangeiros.

O país tem muitos benefícios no sistema educacional, belas paisagens e riquezas culturais.

Chile

É mais simples para brasileiro viver no Chile, pois é um dos países que não precisam de visto para morar e é associado do Mercosul.

Com a permissão de residência temporária, é possível ficar no Chile por até um ano para procurar emprego. Depois desse período, você deve solicitar a permissão de trabalho que tem validade de 2 anos. O processo pode demorar de 3 meses a 1 ano. Assim como na Argentina, você deve solicitar a identidade chilena (Carnet).

Em 2020, o salário mínimo no Chile era de cerca de 298.833 pesos chilenos mensais (aproximadamente R$ 2.225).

O Chile fica a cerca de 4 horas de São Paulo e atrai muitos turistas por seus famosos pontos turísticos, como o Deserto do Atacama.

Países que não precisam de visto para morar: Europa

Portugal

Outro integrante da lista de países que não precisam de visto para morar é Portugal. Para residir no país, é possível aplicar visto de trabalho se você for empregado de uma empresa (tipo D1), empreendedor ou prestador de serviços (tipo D2) ou profissional altamente qualificado (D3). Uma das exigências para solicitação do D1 é que o salário mínimo seja de 1.300 euros e com 1 ano de duração.

O artigo 88 também possibilita a emissão o documento para trabalhar em Portugal. É uma espécie de autorização de residência para realizar atividade profissional subordinada. Alguns dos documentos exigidos são: comprovante de residência em Portugal, promessa de contrato de trabalho, visto Schengen válido (3 meses) e certidão de registros criminais.

Seu visto de moradia é vinculado ao trabalho. Ou seja, se você quiser trocar de emprego, precisará conseguir outro empregador para te fornecer todos os documentos exigidos pela imigração.

Portugal é um dos países favoritos dos brasileiros pela semelhança da língua, pelo custo de vida mais baixo, gastronomia e belas paisagens. Um dos pontos negativos é o valor dos aluguéis, que sofreu aumento devido ao grande número de pessoas indo viver no país, principalmente em Lisboa e Cascais.

Alemanha

A Alemanha é um dos países que não precisam de visto para morar? Não, mas no consulado do Brasil, brasileiros conseguem emitir um visto de 6 meses para procurar emprego na Alemanha. Para emitir esse tipo de documento, é necessário ter diploma universitário, currículo, carta de motivação e comprovar que possui, no mínimo, 853 euros mensais.

Quanto mais certificados e diplomas de universidades reconhecidas você tiver, mais fácil fica para conseguir emprego.

Após receber o documento, você pode solicitar o visto de trabalho diretamente no Departamento de Estrangeiros (Ausländerbehorde). Além disso, o trabalho deve pagar 47.600 euros (R$ 303.000), no mínimo, por ano. Lembrando que o processo pode ser mais rápido se você for trabalhar em uma cidade pequena.

Além do intercâmbio e do trabalho como au pair, outra opção para viver na Alemanha é se aplicar para o visto Working Holiday. Apenas pessoas entre 18 e 30 anos podem solicitá-lo no consulado alemão do estado em que reside atualmente no Brasil.

Esse documento é para quem deseja trabalhar em empregos de férias nas áreas de turismo, agrícola, negócios online ou call center, sendo permitido trabalhar até 6 meses em um lugar só e depois trocar. Pessoas de até 35 anos podem se aplicar para o Youth Mobility.

salário mínimo na Alemanha é de 1.584 euros (R$ 10.500). É 9 vezes maior que o salário no Brasil, mas deve-se considerar que a Alemanha é um dos países que mais cobra impostos e que o sistema de saúde é obrigatório e já vem descontado do salário.

A Alemanha é famosa por vários motivos, principalmente pela cerveja e arquitetura.

Espanha

Ao pesquisar quais são os países que não precisam de visto para morar, você vai ver que a Espanha é um deles. O país facilita a entrada de brasileiros e de cidadãos de países da América Latina.

Brasileiros, latinos americanos (de países de colonização espanhola) e portugueses podem se naturalizar espanhóis após viverem legalmente 2 anos no país, se preenchidos alguns requisitos.

A facilidade de aprender o idioma e da concessão de vistos faz da Espanha um dos destinos mais atraentes para brasileiros que desejam começar uma nova vida em países que não precisam de visto para morar.

Irlanda

Entre os países que não precisam de visto para morar está a Irlanda, pois você pode residir no país com visto de intercâmbio de inglês e trabalho de 20 horas por semana. Esse documento tem duração de 8 meses e você precisa estar matriculado em um curso e atender às aulas. A renovação pode ser solicitada 2 vezes (8 meses cada).

O documento pode ser solicitado no Brasil. É preciso comprovar ter 3.000 euros em espécie ou em extrato de conta no Brasil, seguro, o curso pago e a IRP Letter emitida pela escola. Além disso, é preciso levar 1.500 euros para arcar com despesas relacionadas a alimentação, transporte e aluguel (primeiro mês).

Segundo o Country Economy, o salário mínimo na Irlanda, em junho de 2020, era de 1.706,09 euros (R$ 11.332).

Se o seu objetivo é trabalhar na Irlanda, tudo fica mais complicado, pois para solicitar o visto de trabalho é necessário ter uma habilidade crítica (critical skills). A lista é atualizada anualmente e traz profissões de várias áreas, como medicina, ciências, enfermagem e engenharia.

Suécia

A Suécia tem muitas oportunidades de trabalho para estrangeiros, além de ótima qualidade de vida.

Porém não está entre os países que não precisam de visto para morar. Para residir na Suécia, o processo é mais simples. Você pode solicitar:

  • Visto de estudante

Permite estudar e morar na Suécia. O estudante pode frequentar o ensino médio e universidade (graduação, mestrado, doutorado ou pós-doutorado). Se você pretende fazer cursos de idiomas, saiba que eles não garantem visto de estudante no país.

Para se aplicar ao visto de estudante, você tem que comprovar que foi aceito por uma instituição de ensino sueca.

Você sabia que muitas universidades do Brasil têm parcerias internacionais com instituições estrangeiras que permitem que você estude 6 meses ou 1 ano em países como a Suécia? Você pode obter informações detalhadas no departamento de Relações Internacionais da sua universidade.

  • Visto de trabalho

Para morar no país escandinavo com visto de trabalho, você deve ter sido selecionado por uma empresa local, deve falar inglês e estar disposto a emprender a falar sueco.

Documentos necessários para solicitar o visto:

  • Passaporte válido;
  • Seguro de saúde (fornecido pelo empregador);
  • Convite de trabalho;
  • O salário ofereceido deve ser capaz de sustentá-lo financeiramente;
  • Seguro de saúde (pago pelo empregador).

Na Suécia não existe salário mínimo. Segundo o site PreciosMundi, o salário médio na Suécia é de 3.023 dólares (R$ 16.525), já descontados os impostos.

Para se ter uma ideia sobre o custo de vida no país, um solteiro sem filhos gasta, em média, 20.837 coroas suecas por mês (cerca de R$ 13.730). Esse valor pode variar conforme o estilo de vida de cada pessoa, de onde mora, etc.

Itália

Está pensando em emigrar para o país? Pois saiba que a Itália não é um dos países que não precisam de visto para morar. O documento é obrigatório, mas se você tem dupla cidadania é muito mais fácil conseguir se mudar para a maioria dos países europeus. A cidadania italiana pode ser obtida em até 2 gerações anteriores ao do solicitante.

Muitos países não precisam de visto para morar e alguns dos que precisam têm processos menos burocráticos para se conseguir.

Países que não precisam de visto para morar: América do Norte

Canadá

Infelizmente, não podemos dizer que o Canadá é um dos países que não precisam de visto para morar. Porém, para residir no país, é fácil conseguir o documento para intercâmbio de estudo ou de curta temporada de trabalho. O país oferece muitas oportunidades de emprego, mas é exigido qualificação para trabalhar.

É fundamental ter inglês fluente. Diploma universitário e pós-graduação também são pontos importantes. Se você tem menos de 30 anos, o processo de residência pode ser mais simples.

É grande o número de brasileiros que procuram o país para estudar inglês e francês (línguas oficiais do país) e acabam aproveitando para trabalhar no local. Jovens, solteiros, sem filhos, com ensino superior e com fluência em inglês e francês são os mais contratados pelas empresas.

Tipos de vistos para morar no Canadá:

  • Visto de estudante: duração de até 24 semanas.
  • Permissão de estudos: estudante cujo curso tem mais de 24 semanas de duração.
  • Super Visa: pode ser solicitado somente por pais e avós de residentes no país.
  • Visto de negócios: para estrangeiros que querem visitar empresas, participar de evento de negócios ou representar uma empresa (a viagem deve ter data marcada de volta).
  • Permissão de trabalho.

O Canadá é conhecido pela segurança, pelo frio que chega a temperaturas de -20ºC e pela proximidade com a natureza.

O salário no Canadá varia conforme a quantidade de horas trabalhadas. Além disso, cada província estabelece o valor de acordo com o custo de vida local. Em British Columbia, por exemplo, o valor mínimo pago por hora é de 14,60 dólares canadenses (R$ 62); em Quebec, é de 13,10 (R$ 56).

Curtiu nossa lista de países que não precisam de visto para morar? Assine nossa newsletter e receba em seu e-mail nosso conteúdo em primeira mão!