O que fazer em Curitiba? Conheça 15 dicas de passeio

Redação Nãovoei.com
Redação Nãovoei.com - Publicado em 2 de março de 2020

Ao organizar sua viagem para a Cidade Sorriso, saiba que há muito o que fazer em Curitiba para se divertir. Desde assistir a uma apresentação na Ópera de Arame até provar vinho na Vinícola Durigan, a cidade tem atrações para todos os perfis de viajantes.

Curitiba, capital do Paraná, é conhecida como uma das cidades mais verdes do mundo. A cidade apresenta várias atrações culturais, arquitetura que se destaca e design inovador que fazem dela o destino ideal para turistas que desejam conhecer a cultura urbana do país.

Acompanhe a seguir mais informações sobre a cidade, o que fazer em Curitiba, principais atrações, melhor época para visitar e outras informações.

Clima em Curitiba

Antes de decidir o que fazer em Curitiba, é interessante conhecer como é o clima da cidade ao longo do ano. Isso até ajuda a organizar as malas de maneira a levar apenas o que é essencial para determinada época do ano.

  • Verão: morno e de céu quase encoberto.
  • Inverno: ameno, curto e de céu parcialmente encoberto.
  • Precipitação: o ano todo.

Temperatura

Ao longo do ano, a temperatura costuma variar entre 10°C e 26°C e raramente fica abaixo de 5°C ou acima de 30°C.

Estação morna (29 de novembro a 23 de março), com temperatura máxima média superior a 25°C. O dia 21 de janeiro é o mais quente do ano, com temperatura máxima média de 26°C e a mínima média é de 18°C.

Estação fresca (12 de maio a 9 de agosto), com temperatura máxima média abaixo de 21 °C. O dia 22 de julho é o mais frio do ano, com temperatura mínima média de 10 °C, e máxima, 19.

O que fazer em Curitiba

A Cidade Sorriso tem várias opções de passeio para quem está viajando acompanhado ou sozinho. Conheça nossas dicas de o que fazer em Curitiba:

Ópera de Arame

Começando a lista de o que fazer em Curitiba, a Ópera de Arame é uma estrutura redonda construída em aço e coberta com policarbonato transparente no meio de um lago artificial no Parque das Pedreiras.

A construção é cercada por vegetação e cachoeira em um local onde antes era uma pedreira, que agora pode ser acessada somente por uma pequena passarela.

Na Ópera de Arame, os visitantes podem assistir a várias óperas e outras apresentações musicais durante todo o ano, além de várias festividades culturais e eventos.

As apresentações acontecem no Espaço Cultural Paulo Leminsk, um palco ao ar livre que recebeu esse nome em homenagem a um poeta de Curitiba, e tem capacidade para 2.400 pessoas. Não falta o que fazer em Curitiba, não é mesmo?

Passeio pelo Distrito Histórico de Curitiba

O bairro histórico de Curitiba fica no bairro de São Francisco e possui várias construções do século XIX, como a Igreja de São Francisco, a Casa Vermelha (1891) e a Casa Romário Martins, que é considerada o edifício mais antigo de Curitiba, e hoje é um centro de informações turísticas.

Ao seu lado fica o Memorial de Curitiba, um centro cultural que tem apresentações musicais, exposições de arte e peças teatrais que merecem entrar para a sua lista de o que fazer em Curitiba.

Aos domingos, o Distrito Histórico de Curitiba organiza uma Feira de Arte e Artesanato, com criações e alimentos locais.

Jardim Botânico

Ao falar sobre o que fazer em Curitiba, o Jardim Botânico de Curitiba é provavelmente a primeira imagem que venha à cabeça.

Famoso por sua estufa feita de vidro e ferro inspirada no Palácio de Cristal de Londres, o jardim possui várias plantas nativas e muitas outras atrações, como o Museu Botânico, um centro cultural com obras doadas pelo artista Frans Krajcberg e o Jardim das Sensações.

A entrada no Jardim Botânico é gratuita e o local fica aberto sete dias por semana, com horários diferentes no inverno e verão.

Museu Oscar Niemeyer

O Museu Oscar Niemeyer está localizado no bosque do Papa João Paulo II, na parte norte do distrito do Centro Cívico de Curitiba. O museu ocupa dois edifícios projetados por Niemeyer.

Um desses edifícios é o Museu do Olho, uma construção localizada no topo de um pilar amarelo de 18 metros que abriga uma coleção de obras de arte visuais de artistas locais do Paraná e de várias outras partes do Brasil.

O museu tem salas dedicadas à fotografia, pinturas, esculturas, arquitetura e design. O segundo prédio é um instituto educacional e também funciona como abrigo de várias peças de esboços de arte e design de Niemeyer.

Torre Panorâmica

A Torre Panorâmica tem 109 metros de altura e um deck de observação com vistas panorâmicas da cidade de Curitiba. É uma torre de telecomunicações que abriga o Museu do Telefone no térreo.

Na entrada para o topo da escada em caracol é cobrada uma pequena taxa. Lá do alto é possível ver a cidade e depois parar no museu para ver a história do serviço de celular em Curitiba.

Bosque do Alemão

O Bosque do Alemão também está presente em nossa lista de o que fazer em Curitiba. É um parque memorial para os imigrantes alemães que também serve como atração turística. Há música na sala de concertos, biblioteca infantil, miradouros, parques e fontes de água doce. Passear pela área à tarde é um bom programa.

Paço da Liberdade

O Paço da Liberdade ou Palácio da Liberdade era o gabinete do ex-prefeito de Curitiba (1892 – 1893). Agora é uma atração turística que conta com um café em seu interior.

Parque Tanguá

O Parque Tanguá está localizado onde era uma pedreira e foi construído em uma área onde seria uma usina de reciclagem de sobras das indústrias e da construção civil. Hoje é um dos parques mais bonitos e conhecidos de Curitiba.

No parque de aproximadamente 235.000 m² há jardins, mirantes, cascatas artificiais, caverna, trilhas e um espelho d’água, local perfeito para assistir ao pôr do sol.

Parque Tingui

O Parque Tingui também está em nossa lista de o que fazer em Curitiba. Assim como o Parque Tanguá, ele foi criado para proteger a bacia do rio Barigui.

O parque recebeu esse nome em homenagem ao povo Tingui, que teve origem na região de Curitiba, e habitou a região antes da chegada dos invasores portugueses.

É lá que está localizado o Memorial Ucraniano (que veremos a seguir). O parque também possui trilhas, lagos e quadras de esportes.

Ao visitar qualquer parque da cidade, evite locais isolados em dias de pouco movimento.

Memorial Ucraniano

No final do século XIX, dezenas de milhares de ucranianos imigraram para o Paraná e se integraram ao povo local.

No Memorial, há uma casa de madeira em estilo bizantino e uma réplica da Igreja de São Miguel Arcanjo, em Mallet, Paraná. O memorial também apresenta uma exposição permanente de ícones ucranianos, bordados e pêssankas (ovos pintados à mão), além de uma loja de presentes com muitas lembrancinhas para trazer para a família e amigos.

Basílica de Curitiba

A Catedral Basílica Menor de Nossa Senhora da Luz de Curitiba é um dos monumentos históricos da cidade. Com uma arquitetura em estilo sul-americano, a igreja fica localizada na Praça Tiradentes.

Construída entre 1876 e 1893 no local de uma outra igreja, a catedral ainda realiza cultos de missa durante a semana.

Viagem de trem Curitiba-Paranaguá

O famoso passeio de trem Curitiba-Paranaguá percorre 100 km, passando pelas montanhas da Serra do Mar. A duração é de pouco mais de uma hora e é uma boa opção para quem quer conhecer mais sobre a região. Não deixe de incluir o passeio em seu roteiro de o que fazer em Curitiba!

Tomar vinho na Vinícola Durigan

Localizada em Santa Felicidade, a vinícola recebe muitos turistas que vão ao local para tirar fotos ou para degustar o vinho local. Lá os visitantes podem pedir amostras de vinhos para escolher qual vinho comprar.

Para quem não gosta de vinho, vale a pena o passeio apenas para conhecer o local e tomar suco fresco e outros tipos de bebida.

Comer pastel e tomar caldo de cana

Pastel e caldo de cana são um dos lanches favoritos de comida de rua em Curitiba. Várias vans pelas ruas de Curitiba vendem o lanche que, além de saboroso, é refrescante.

Feira do Largo da Ordem

O que fazer em Curitiba aos domingos de manhã? Visitar o mercado que funciona no Largo da Ordem e aproveitar para comprar artesanato, joias, lenços e várias outras coisas. Para evitar multidões e conhecer o mercado com mais tranquilidade, a recomendação é chegar cedo.

Melhor época para visitar Curitiba

Agora que você já sabe algumas opções de o que fazer em Curitiba, é hora de saber qual o melhor momento para visitar a cidade.

A melhor época para fazer uma viagem para Curitiba e aproveitar o passeio é no outono, de março a maio, quando as temperaturas são agradáveis e chove pouco.

Quem gosta de frio, a melhor época para viajar para a cidade é no inverno, quando as temperaturas são bem baixas. Uma das opções de o que fazer em Curitiba nessa época é curtir o Festival de Inverno do Centro Histórico, que tem atividades para crianças e adultos.

Como chegar a Curitiba

De avião

Quem prefere viajar de avião desembarca no Aeroporto Internacional de Curitiba, o Afonso Pena, que fica a 18 Km do Centro, em São José dos Pinhais.

Do aeroporto para o Centro os viajantes podem pegar ônibus comum, ônibus executivo, táxi ou carro de aplicativo.

De ônibus

Os passageiros irão desembarcar na rodoviária de Curitiba, localizada a 2 Km do Centro Histórico.

Viajar de ônibus para Curitiba não é uma boa opção para quem mora nas principais capitais do país devido à distância. Por exemplo, a viagem do Rio de Janeiro para Curitiba dura 10h30, já partindo de São Paulo, cerca de 4h50, 16h (Brasília) e 13h30 (Belo Horizonte).

De carro

Os principais acessos a Curitiba são:

  • De Belo Horizonte – BR-381 e BR-116;
  • De Brasília – BR-116 e BR-050;
  • Do Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul – BR 116.

Comece a preparar sua lista de o que fazer em Curitiba e compartilhe o conteúdo com seus amigos!